Motorista faz ‘pit stop’ em posto para dar comida a cachorro em SP

A relação entre um cachorro e um motorista de ônibus de Santos, no litoral de São Paulo, viralizou nas redes sociais neste fim de semana. Imagens obtidas pelo G1 mostram o momento em que a cadela ‘neguinha’ espera o amigo motorista chegar para receber comida. A situação acontece diariamente.

Em conversa com o G1, o motorista Luiz Antônio Silva, de 56 anos, relatou que isso acontece todos os dias, em frente a um posto de combustíveis da Avenida Pinheiro Machado, no bairro Vila Mathias, por volta das 5h50, há cerca de cinco anos.

Ele conta que um funcionário do posto que desembarcava no ponto próximo foi quem começou a dar o alimento ao cachorro, mas um dia parou de trabalhar no local. Foi aí que o motorista decidiu continuar com a ação.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é SP_Santos_motorista_faz_pit_stop_posto_dar_comida_cachorro_3.jpg

“Quando o funcionário do posto parou de trabalhar lá, eu percebi que ela continuou esperando por ele, então eu decidi continuar dando o ‘bifinho’. Acho uma situação sensacional, esse cachorro é muito inteligente. Ela me espera todos os dias e no mesmo horário”, diz.

Ainda de acordo com Silva, ‘Neguinha’ foi adotada pelos funcionários do posto de combustíveis e virou um mascote para muita gente que passa pela região. O animal recebe comida, água e tem uma casinha montada no local, além de ser levado ao veterinário e ao petshop para tomar banho. O motorista ainda conta que no final de 2018 recebeu um presente dos funcionários.

“No fim do ano passado eu ganhei, do pessoal que trabalha no posto, uma caneca com a foto da neguinha. Fiquei emocionado, cachorros são seres especiais e muito bondosos”.

‘Neguinha’ foi adotada pelos funcionários do posto de combustíveis em Santos, SP — Foto: Gustavo Garcez/G1

Segundo a gerente do posto, Evelyn Ramos, de 39 anos, ‘Neguinha’ apareceu em 2010, quando fugiu da casa do dono. As pessoas que passavam e os funcionários começaram a alimentá-la e ela decidiu morar no local. Evelyn conta, também, que já tentou levar o cachorro para casa, assim como outras pessoas, mas o animal não se adaptou e sempre voltou para o posto de combustíveis.

“Não sabemos exatamente quantos anos ela tem, mas sabemos que é um cachorro diferenciado, dono de uma inteligência fora do normal. É engraçado como aquele espaço deu a ela uma sensação de moradia. Nenhum outro lugar fez o mesmo”, explica.

Casinha onde dorme a cachorra fica em posto de combustíveis em Santos, SP — Foto: Gustavo Garcez/G1

Por Gustavo Garcez

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *