Vida Pet News
Você está aqui:  / Cuidados / Como saber se o seu cão está bem de saúde observando as suas fezes?

Como saber se o seu cão está bem de saúde observando as suas fezes?

Recolher o cocô do seu bichinho não é, com certeza, nada engraçado. Mas, além de ser uma questão de higiene, é uma ação que você deve realizar diariamente, como cidadão responsável que vive em comunidade. No entanto, esse tema desagradável tem uma vantagem. O fato é que, pela observação das fezes, você é capaz de saber se seu cachorro está bem de saúde. Contamos para você o que precisa saber a respeito disso.

O bolo fecal de todos os seres vivos é uma grande fonte de informação sobre o estado de saúde que apresentam e sobre como estão se alimentando. É, claro que o seu cão não foge da regra.

Assim, se você gosta de seu amigo de quatro patas, observe as fezes dele, prestando atenção enquanto as recolhe. Dessa maneira, você poderá ter a tranquilidade de que tudo vai bem com o bichinho. Ou você terá a vantagem de levá-lo sem demora ao veterinário, se você descobrir que algo não está funcionando bem.

Se ele apresentar algum problema, o melhor a se fazer é resolver fazendo alguns ajustes na sua dieta. Mas se houver outro problema mais profundo, você fica com a sua cabeça tranquila por ter agido de imediato, feito que contribuirá, por outro lado, para que o animalzinho tenha maiores e mais imediatas possibilidades de recuperação.

 

Através da observação do seu bolo fecal, você pode saber se o seu cão está saudável. Assim, não perca a oportunidade de checar se tudo vai bem toda vez que recolher as fezes dele.

Verifique a saúde do seu cachorro, observando suas fezes

Esteja certo de que, então, o cocô do seu cachorro contém muita informação importante sobre a saúde digestiva dele. E também pode oferecer a você boas pistas sobre a qualidade da comida que ele ingere.

Vamos partir do pressuposto de que uma alimentação adequada evita problemas de digestão. Uma ração de qualidade e apropriada para o seu bichinho fará com que as fezes dele sejam:

  • Pequenas
  • Em quantidade moderada
  • Com boa consistência(nem moles nem duras)
  • Com pouco odor

Isso é sinal de que o animal está absorvendo de maneira correta todos os nutrientes que o alimento contém. Em contrapartida, você deve levar em consideração que o cocô mais mole e fedorento está indicando, quase com certeza, que o alimento que você oferece ao seu bichinho apresenta algum problema. Ou que seu amigo de quatro patas sofre com alguma alergia alimentar.

Mais coisas para levar em consideração quando for observar como está o cocô de seu bichinho

Outras questões que você deve levar em consideração para saber se o seu cachorro está em bom estado de saúde ou não, conforme o estado do cocô dele, são que:

  • Não haja a presença de sangue nem de muco
  • Tenham um odor uniforme. Se as fezes se tornarem muito claras, pode ter como causa a carência de enzimas digestivas.Um alto consumo de carnes vermelhas, por outro lado, vai gerar tonalidades mais escuras, por conta da hemoglobina.
  • O excremento não pode conter restos de elementos estranhos (ossos, plásticos, madeira, tecidos, etc.). Se você os encontrar,deve prestar especial atenção para que seu bichinho não volte a ingerir objetos que podem provocar engasgo ou diversos problemas no aparato digestório dele.

Alguns conselhos para preservar a saúde digestiva de seu animal de estimação

No final das contas, se você quiser ter um bichinho saudável e forte, primeiro, comece a alimentá-lo de forma correta e verifique se tudo vai bem, observando seu bolo fecal. Além disso, lembre-se de que:

  • É o veterinário quem deve indicar a você qual comida é a mais adequada para o seu animal de estimação em cada fase de sua vidae de acordo com suas particularidades. Além disso, ele deve determinar qual é a porção diária que seu bichinho precisa.
  • Se você optar por oferecer-lhe alimentos caseiros ou naturais, ao invés da ração, consulte um especialista em nutrição animalpara se certificar de que você está cobrindo de forma correta as necessidades nutricionais de seu cão.
  • Você não deve cair na tentação de dar ao seu animal de estimação comida preparada para humanos. Além de alguns ingredientes poderem ser tóxicos para os bichinhos, é muito pouco provável que essa “dieta” lhe proporcione o que ele precisa para estar bem alimentado.
  • Você deve ficar de olho no que seu bichinho come para evitar que contenha altos níveis de lactose ou carboidratos insolúveis. Esses elementos, geralmente, provocam diarreiano seu cachorro.

Fonte: Meus animais

Comentários

Comentários

Jornalista fundador do Vida Pet News - O Portal Capixaba de noticias dos animais - https://www.facebook.com/VidaPetNews

LEAVE A REPLY